11 agosto 2014

Pensamento do dia: infância pra que te quero...

Aí naquelas noites de insônia você para pra pensar em tudo que você já viu, e nota que você está cansado o bastante para querer deixar os pensamentos transformarem sua mente em um universo de lembranças e expectativas. Sua mente pesa, você reflete, a ficha cai. Você já não é mais a(o) mesma(o) de 8 anos atrás. Talvez o mundo tenha ficado grande demais pra você ou apertado quando se trata dos seus sonhos, mas e aí? O que você faz? Lutar? Correr? Permanecer parado? São tantas escolhas...

Quando se é criança, crescer é algo fascinante (crianças, permaneçam sendo crianças por quanto tempo vocês conseguirem). Não, não é nada divertido crescer. Divertido mesmo é comer muito, sem que ninguém diga que você vai engordar a ponto de não caber mais na calça nova; é poder riscar a parede sem maiores broncas; brincar de boneca em um mundo de contos de fadas que realmente existe, e que cada criança compartilha universos diferentes a cada visita feita.



O mundo da criança é uma coisa fascinante, o dos jovens-adultos nem tanto. Por quê? Talvez porque tenhamos mais limitações e que precisemos de muito dinheiro pra quase tudo. A dependência se torna chata, aprisionante - não que ser independente seja = a ser livre, pelo contrário, ser livre requer muita paciência, aquisições, estruturações ou simplesmente ter um espírito hippie (na minha opinião, coisa que a maioria de nós não temos).

O mundo há 8 anos era uma maravilha pra mim. Tinha Dragon Ball Z e GT, as ruas eram livres para se andar de bicicleta, tinha Digimon ><, as cantigas de rodas eram vivas fora da escola, brincar de elástico nem se fala, brincar de feda, de galinha atrepada. Tinha aquele preconceito chato de que meninas não podiam jogar ximbra porque era brinquedo de meninos, tá, mas eu brincava. Acho que eu só usava aqueles brilhinhos da avon e nem sabia o que era o tal do blush rsrrs.

                           

Eu gostaria muito que tudo pudesse ter continuado como antes, mas eu cresci e me tornei mulher. Hoje tenho uma realidade diferente, realizações diferentes. Aprendi muito e errei muito para poder aprender rrsrs. E hoje, com toda a certeza posso dizer que minha infância valeu totalmente a pena! Já a minha adolescência é blá blá blá para outro post. 

Beijo, Bru ;*




2 comentários:

  1. Bom dia minha linda =)!!! Adorei o texto, realmente a infância é uma fase maravilhosa, já a adolescência é cheia de dúvidas, confusões e responsabilidades. Mas se acalme, porque também tem seus privilègios. Cada fase da vida, dará saudades mas sempre há um novo cominho, uma nova escolha que te fará bem feliz =)!!!
    http://sabrinaikeda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrsrs, foi tipo um desabafo! Mas, diga se não é ruim crescer. Uma das únicas coisas boas é poder ser mais maduro em relação a vida. Beijo e obrigada por nos visitar (: Seguindo seu blog e sua fan page!

      Excluir

Meninas Exigentes © Todos os direitos reservados.
Criado por: Daniela da Silva ♥ DS Layouts.
Tecnologia do Blogger.